Campeão do mundo se aposenta aos 29 anos: ‘Não preciso mais de aplausos’

2
Schürrle entrou no segundo tempo e fez dois gols no Mineirão Ricardo Corrêa/VEJA/VEJA/VEJA/VEJA/VEJA

Publicidade

Jovem, rico e campeão do mundo. Nada disso importava mais para André Schürrle, atacante com passagem marcante pela seleção alemã, que nesta sexta-feira, 17, anunciou de forma surpreendente a sua aposentadoria do futebol aos 29 anos. Ele jogou a última temporada emprestado ao Spartak Moscou, da Rússia, e há dois dias teve seu contrato rescindido com o Borussia Dortmund. Em um emocionante depoimento à revista alemã Spiegel, Schürlle disse que se sentia sozinho “nas profundezas mais profundas” e que já vinha cogitando a possibilidade há algum tempo. “Não preciso mais de aplausos”, afirmou.

O jogador revelado pelo Mainz, viveu grande fase no Bayer Leverkusen, quando passou a ser peça importante na seleção alemã. No título da Copa do Mundo de 2014, marcou dois gols na goleada por 7 a 1 sobre o Brasil na semifinal, no Mineirão, e deu a assistência para o gol de Mario Götze na decisão contra a Argentina. Assim como ocorreu Götze, que também deixou o Dortmund recentemente, sua carreira foi decaindo após a glória no Maracanã.

“Você sempre tem que desempenhar um certo papel para sobreviver nos negócios, caso contrário, perderá o emprego e não conseguirá um novo”, afirmou Schürrle ao Spiegel. Com passagens por Chelsea, Wolfslburg e Fulham, o veloz e inteligente atacante movimentou 93,9 milhões de euros (mais de 570,00 milhões de reais na cotação atual) em transferências, segundo dados do site Transfermarkt. Mas os valores já não o seduziam mais.

“A decisão foi amadurecendo em mim por um longo tempo. As profundezas foram se tornando mais profundas e os destaques cada vez menores. No futebol, ou você é um idiota ou um herói. Não há nada no meio”, desabafou. As constantes lesões musculares tiraram sua vontade de seguir jogando. “Fui capaz de me esforçar por três ou quatro semanas, mas depois caí no buraco mais profundo que existe.”

Continua após a publicidade

Em suas redes sociais, Schürlle agradeceu aos fãs pelas mensagens de carinho. “Em meu nome e de minha família, quero agradecer a todos que foram parte destes anos fenomenais. O apoio e o amor que sempre demonstraram por mim foi inesquecível e mais do que eu poderia pedir. Agora estou pronto e aberto para as novas possibilidades que irão surgir”.

Ex-companheiros deixaram mensagens de conforto. “Não! Boa sorte, meu amigo. Que jogador, vamos sentir sua falta”, escreveu o espanhol Cesc Fàbregas, seu ex-colega no Chelsea.

https://veja.abril.com.br/placar/campeao-do-mundo-se-aposenta-aos-29-anos-nao-preciso-mais-de-aplausos/, , image,