Dólar sobe com aumento de casos de covid-19 e desemprego nos EUA

1

Expectativa de entrada de recursos estrangeiros impulsiona moeda brasileira em dia negativo no exterior

access_time

Publicado em: 25/06/2020 às 09h24 – Alterado em: 25/06/2020 às 10h07

Dólar (Robert Alexander/Reuters)

O dólar recua frente ao real, nesta quinta-feira, 25, após a aprovação, no Senado, do novo marco do saneamento básico. A expectativa dos investidores é a de que a medida atraia investimentos estrangeiros para o Brasil, o que tende a elevar o valor da moeda local.

Às 10h, dólar comercial caía 0,7% e era vendido por 5,300 reais, enquanto o dólar, com menor liquidez, recuava 0,9%.

“O marco do saneamento abre o caminho privatizações e entrada de dinheiro estrangeiro.  Vai ser algo muito positivo para o Brasil”, afirmou Pablo Spyer, diretor de operações da Mirae Asset..

Apesar do tom positivo no mercado de câmbio nacional, o cenário externo repercute o aumento do número de casos de coronavírus nos Estados Unidos, que voltou a bater recorde nesta quarta-feira. A e expectativa é a de o crescente número de infectados dificulte os processos de reabertura no país e, consequentemente, desacelere a recuperação econômica.

Na quarta-feira, os EUA registraram 36.880 novos infectados, de acordo com os dados oficiais. Com isso, o país voltou a superar o recorde anterior, de 36.739 casos, registrado em 24 de abril. Os novos casos, segundo o New York Times, têm se concentrado em estados do sul e oeste americano, como Flórida, Texas, Oklahoma e Carolina do Sul.

Novos surtos da doença em países da Europa e da Ásia também preocupam os investidores, que, em sua maioria, viam os processos de reabertura dessas localidades como mais sustentáveis, já que se iniciaram após o pico do número de casos – diferentemente dos EUA e do Brasil.

Na Alemanha, tida no início da pandemia como exemplo no controle à doença, mais 500.000 pessoas voltaram ao lockdown, após mais de 1.500 trabalhadores de uma fábrica de embalagem de carnes terem sido diagnosticados com o coronavírus.

Nesta manhã, os Estados Unidos também divulgaram que os dados semanais de pedidos de auxílio desemprego ficaram em 1,480 milhão. Embora número tenha ficado abaixo do anterior, ficou acima das projeções de mercado, que esperavam 1,300 milhão de pedidos.


Notícias sobre

https://exame.com/mercados/dolar-cotacao-hoje-25-06-2020/, , image,